conheça a Reserva
Página inicial > Notícias > Artesanatos

Artesanatos

quarta-feira 24 de outubro de 2012, por museupataxo

Conheça diversos artesanatos Pataxó

A produção artesanal de adornos e objetos de uso cotidiano sempre foi parte constituinte da cultura Pataxó, mas foi na década de 70 que essa atividade passou a ser uma importante fonte de renda para parte das famílias. É nesse período que a aldeia Coroa Vermelha começa a se estruturar e, concomitantemente, o litoral sul da Bahia torna-se um dos principais destinos turísticos do Brasil, aumentando a circulação de capital financeiro e social.

Há uma variedade de produtos artesanais produzidos pelos Pataxó, que podem ser caracterizados pelas matérias-primas utilizadas, retiradas especialmente da flora e fauna local, com a preocupação de realizar o extrativismo sustentável das mesmas.

Os padrões gráficos baseados em estudos da fauna local, como besouros e cobras, também singularizam sua produção artesanal, assim como a preocupação com a manutenção das características de rusticidade do produto, conforme salienta Capimbará, importante artesão de Coroa Vermelha.

As matérias-primas mais utilizadas são as madeiras oiticica, pati, arapati, aderno, cunduru, patiburi, jussara, pau d’arco, laranjeira e bambu; as sementes de tento, salsa, pakari, mauí, milagre, café-beirão, mata-passo, tiririquim, juerana, olho de pombo, olho de boi, pariri e sabão-de-macaco; e alguns cipós, como o cipó-caboclo. Com elas é que se produzem os cestos, balaios, caçoá e chocalhos de cipó; as gamelas, petisqueiras e figuras de animais de madeira; os colares e pulseiras de sementes; os adornos para o cabelo e brincos de madeira, sementes e penas de aves; e os maracás de coco e cabaça, além dos chocalhos de bambu.

Assim como quase todas as atividades produtivas pataxó, o artesanato também é uma atividade em que o processo produtivo é controlado autonomamente pelo núcleo familiar, sendo o produto final apropriado pelo chefe da unidade doméstica. No entanto, é difícil encontrar alguma dessas unidades capaz de controlar todo o processo produtivo tendo em vista o longo percurso que vai desde a aquisição da matéria-prima até a venda ao consumidor final.

Podendo ser dividida em quatro etapas básicas, a atividade artesanal inicia-se com a obtenção da matéria-prima e segue para a produção efetiva, o acabamento e a comercialização do produto. De maneira geral, desde a coleta de matéria-prima até a venda do produto totalmente acabado, o processo envolve vários produtores que se configuram enquanto unidades familiares autônomas, mas que pertencem à mesma família extensa ou ao mesmo conjunto de famílias extensas. Essas redes de relações são importantes para viabilizar a aquisição de determinadas matérias-primas (em especial, as madeiras) que só são encontradas nas aldeias mais distantes dos melhores pontos de venda, como a aldeia Boca da Mata, situada no Monte Pascoal, e também para escoar produtos.

ComentarComentar

O3Spaces-3 O3Spaces-3 O3Spaces-3 O3Spaces-3