conheça a Reserva
Página inicial > Cultura > Comidas e bebidas

Comidas e bebidas

A seguir, algumas receitas tradicionais dos Pataxó:

Peixe na patioba: uma das comidas mais características daculinária Pataxó. Para preparar o peixe na patioba, primeiramente, tomamse três patiobas de tamanho médio, que são lavadas e depois levadas ao fogo para murchar parcialmente. Em seguida, pega-se o peixe tratado e coloca-se um pouco de sal, sem mais temperos. Então pegam-se as três folhas e amarra-se o peixe com a ajuda de um cipó verde. Este amarrado deve ser levado ao fogo, em brasa ou rescaldos, ainda bastante aquecido, caso contrário queima-se a folha e também o peixe.

O peixe na patioba fica pronto em cerca de trinta minutos. Depois é só servi-lo com farinha de puba ou mandioca assada ou cozida.

Farinha de puba: o primeiro passo para fazer a farinha é arrancar a mandioca, ralar e colocar dentro da água para pubar (amolecer). Nesse processo a farinha puba desce e é preciso retirar a água em que ela ficou e lavá-la até perder o gosto de azedo. Quando estiver pronta, rala-se outra mandioca nova e para misturar com a massa de farinha puba. Depois de misturá-las, coloca-se a massa na prensa, enxuga-a e se quiser pode torrá-la no mesmo dia com bastante fogo.

Bolo de puba: você faz a massa de puba conforme descrito acima, acrescentando coco ralado e açúcar e misturando tudo. Se quiser, pode-se enrolar a massa na palha de banana e colocar para assar. É preciso virar os lados para assar o bolo dos dois lados.

Beiju de coco: o primeiro passo para preparação do beiju de coco é ralar a mandioca e retirar a goma, espremendo a mandioca com um pano. Em seguida, é preciso deixar a goma assentar para separá-la da água. Depois da goma separada, é preciso coá-la e fervê-la, deixando-a descansar por um dia. Feito esse processo, a goma tem que ser peneirada, então acrescenta-se um pouco de sal e leva-se a massa ao forno para secar. Por fim, acrescenta-se o coco com um pouco de açúcar.

Cauim: é uma bebida alcoólica tradicional dos povos indígenas do Brasil desde tempos pré-colombianos, feita através da fermentação da mandioca ou do milho. No caso dos Pataxó o cauim é também chamadode aluá. A matéria-prima é a mandioca, que é ralada, amolecida emágua durante alguns dias (pubada), cozida, triturada e recozida para a fermentação. A bebida resultante é opaca e densa e tem gosto azedo; ela pode ser misturada com várias frutas e com caldo de cana. O cauim pode ser consumido no cotidiano por uma ou duas pessoas, mas é mais comumente consumido em festas com dezenas ou centenas de pessoas, frequentemente de duas ou mais aldeias. Atualmente, contudo, produz-se cada vez menos o cauim devido ao processo demorado e trabalhoso de feitura da bebida.

Povo Pataxó. Inventário Cultural Pataxó: tradições do povo Pataxó do Extremo Sul da Bahia. Bahia: Atxohã / Instituto Tribos Jovens (ITJ), 2011.
1. Pataxó – Bahia. 2. Povos indígenas. 3. História. 4. Cultura. 5. Autonomia. I. Coordenação de Pesquisa da Língua e História Pataxó – ATXOHÃ.

1 Mensagem

ComentarComentar

O3Spaces-3 O3Spaces-3 O3Spaces-3 O3Spaces-3