conheça a Reserva
Página inicial > Cultura > Rituais, cantos e danças

Rituais, cantos e danças

A dança e a música são muito importantes para os Pataxó. Quando estão cantando e dançando, eles estão em contato com a terra e toda a natureza, recebendo a força de Niamisú.

Awê

O Awê ou Heruê, para os Pataxó, representa força, união, alegria, espiritualidade e acima de tudo conquista.

Cantar e dançar não são apenas uma diversão, pois quando se fala em cantar e dançar o awê pensa-se em entrar em harmonia com o ambiente e com o sagrado.

O awê traz segurança: a dança e o canto são instrumentos de comunhão entre os Pataxó, pois o canto é a voz dos espíritos, é mensagem entre as pessoas que faz viajar entre histórias, mergulhar em sonhos, viajar por mundos distantes. Na dança, transpira-se energia antiga e recupera-se outras da terra, do ar, da água, do fogo e de todas as energias positivas que formam a natureza.

A dança e o canto Pataxó buscam a harmonia do canto dos pássaros, o barulho das águas, o movimento das nuvens, o silêncio das pedras, o ruído dos ventos, o calor do sol e a pureza da lua... É assim que celebram e revivem com os antepassados tudo o que são, buscando neles a força para continuar lutando e enfrentando os desafios da vida.

Ritual da aruanda

A aruanda é uma planta medicinal e o ritual é feito para retirar maus espíritos.

Ritual da chuva

Antigamente, os índios mais velhos faziam o ritual quando estavam precisando de chuva. Faziam muitas coivaras para fazer fumaça, virar nuvem e chamar a chuva. Se tocassem fogo nas coivaras na parte da manhã, a chuva caía à tarde, e se botassem fogo na parte da tarde, a chuva caía à noite. Eles agradeciam cantando o ritual da chuva.

Há, além destes, os rituais do Fogo Sagrado e da Lua Cheia que são realizados periodicamente nas aldeias Coroa Vermelha/Reserva da Jaqueira e Barra Velha.

40 Professores Indígenas: Povo Pataxó, 2005, p. 87. 41Professores Indígenas: Povo Pataxó, 2005, p. 86. 42Professores Indígenas: Povo Pataxó, 2005, p. 87.

Algumas músicas do povo Pataxó:

Pataxó Muká, Mukaú

Muká, Mukaú

Awê-he-he – awê, awê

Awê-he-he – awê, awê

Pataxó Mayõ Werimehe

Mayõ Werimehe

Hetõ, Hetõ, Hetõ Pataxó

Kotê Kawi Suniatá Heruê

Heruê-Hê-Hê – Heruê, Heruê

Tradução:

Pataxó unir, reunir

Unir, reunir

Pataxó luz do amor

Luz do amor

Te amo, te amo, te amo Pataxó

Beber cauim e cantar awê

Awê-he-he – awê, awê

Letra e melodia: Matalawê (Coroa Vermelha) ,1999

Pakte iě niamysũ

Akxãy taputary txuráo dxê iõ kramuhuá

Ahõhě topehě torotě ãtxuab txuráp patxitxá

karnetú awé dxa’há iě yamany ũg patxitxá

Iõ pâkte ytsã karnetú niamisũ hũ nytxy werymehe.

Tradução:

Agradecimento a deus

Oi, parente, vamos ver o

mar, como ele está lindo

Vamos fazer o nosso awê

para a mãe d’água

E fazer nosso agradecimento

a deus com muito amor.

Letra e melodia: Eyhnã Pataxó (Aldeia Velha)

Txihi pataxó

Ye awãkã txó txihi pataxó

mê’á ũpú ykhã, dxê’mká

ũg nitxi ãksã.

Tradução:

Índio pataxó

A história do índio pataxó

É de luta, glória e muitas vitórias

Letra e melodia: Eyhnã Pataxó (Aldeia Velha)

Música do Fogo de 51

Eu vou contar agora/ O que aconteceu/ No ano de 51/ O que meu povo sofreu

Teve índio que sofreu/ Pensando que ia morrer/ Com as mãos amarradas/ Impedido até de comer

Eu vou pedir/ Ao povo do Brasil inteiro/ Para dar apoio ao índio/ Pois somos todos brasileiros

Outros correram para bem longe/ Pensando que estavam em paz/ Quando olharam pra frente/ Quase caíram pra trás/ Tinha um grupo de homens/ Todos estavam armados/ Prontos para destruir/ A vida daqueles coitados

Eu vou pedir/ Ao povo do Brasil inteiro/ Para dar apoio ao índio/ Pois somos todos brasileiros

Se o índio tivesse direito/ Como outra nação tem/ Não existia conversa/ De nada também

Eu vou pedir/ Ao povo do Brasil inteiro/ Para dar apoio ao índio/ Pois somos todos brasileiros

Letra: Autor Desconhecido (Barra Velha)

Hino Pataxó – Barra Velha

Brasil, que vive alegre e muito valoroso,

Brasil, que vive alegre para enfrentar

As nossas armas já estão seguras,

E de repente mandam me chamar.

Barra Velha para ser feliz, porque somos donos dessa terra

Ó pátria amada quando canta o seu hino

O Pataxó compreende o seu destino.

Autor desconhecido

Povo Pataxó. Inventário Cultural Pataxó: tradições do povo Pataxó do Extremo Sul da Bahia. Bahia: Atxohã / Instituto Tribos Jovens (ITJ), 2011.
1. Pataxó – Bahia. 2. Povos indígenas. 3. História. 4. Cultura. 5. Autonomia. I. Coordenação de Pesquisa da Língua e História Pataxó – ATXOHÃ.

ComentarComentar

O3Spaces-3 O3Spaces-3 O3Spaces-3 O3Spaces-3